Sorte

Eu sou míope. E, para piorar, tenho uma memória péssima. O que se completa com a minha agonia de qualquer coisa próxima aos meus olhos. Tudo isso quer dizer que: 1. não enxergo; 2. sempre esqueço os óculos, 3. não consigo usar lentes de contato.

Dito isso, a quarta coisa que você deve saber sobre mim é que tenho fama de metida. “Sempre achei que você era fresca” é a frase que mais escuto depois de conhecer alguém. Por isso, muitas das vezes me esforço para, pelo menos, parecer legal.

Dou bom dia. Sorrio. Às vezes, tanto que minhas bochechas doem e tenho crises de enxaqueca. Quase um castigo dos céus. Mas a maior penalidade por isso ainda é cumprimentar pessoas. O problema é que, como disse, não enxergo bem. E confundo pessoas. Retribuo tchauzinhos que são para as pessoas atrás de mim. Paro o que estou fazendo, dou beijinho no rosto e, só então, percebo que era a pessoa errada. Ou então me apresento e completo com um efusivo “prazer!”, no final da frase, para só então ouvir: “Mas a gente já se conhece! Não lembra de mim?”, e responder com um sorriso amarelo ou um abraço (sincero) de desculpa.

Para completar minha sorte, arquitetaram minha área no trabalho com duas Ana’s sentadas ao meu redor. Ontem, o seguinte diálogo aconteceu:

– Ana!

– Oi, querida!

E a pessoa caminha até a mesa ao lado, rindo, sem entender nada do que acabou de acontecer.

Ainda sim, tenho um trevo de quatro folhas tatuado. Vai que…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s