sobre processo de criação e autodescobrimento

ontem comecei o curso de escrita para a TV da shonda rhimes no masterclass. e nós duas temos algo em comum: nosso processo de criação começa nas notas do celular.

é louco porque não funciona, pelo menos pra mim, essa imagem do escritor que senta de frente para uma janela com seu notebook e para tudo pra escrever (olá, carrie bradshaw!). meu processo de criação começa naquele estado em que não estou nem dormindo, nem acordada. acho que é o momento em que estou mais receptiva para minhas ideias. são elas que me despertam. e é de manhã, antes que eu possa ser invadida pelo dia, que escrevo as coisas que mais gosto.

começam com uma ou duas frases, que se repetem na cabeça feito música (mais um exemplo que a shonda usa no curso!) e viram alguma coisa com mais sustância. foi assim que escrevi meu tcc, ainda na faculdade, e é assim que estou me descobrindo nos últimos tempos. que bom!

(ah! e a título de curiosidade, essa imagem é só o final de um poema que ainda estou trabalhando 👩🏻‍💻🙃)

esse post foi originalmente publicado no instagram. alguns posts que aparecem por lá, são republicados aqui com conteúdo que considero mais extenso e não tão interessante para o público do instagram. o inverso também pode acontecer. me siga por lá :)  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s