diálogos da vida moderna

snapchat

– Você tem snap?

– Tenho.

– E como você está?

– Eu tô bem. E você?

Anúncios

O dia em que o Capitão América me ligou

– Alô?
– Sabe quem está falando?

Eu nunca sei quem está falando. Tenho péssima memória auditiva e, quando acho que estou certa, respondo errado. Optei por ser sincera:

– Não.
– É o Capitão América.

Não era trote.

o dia que o capitão américa me ligou ana sasso carreta furacão

Continuar lendo

Incógnita

asfalto ana sasso

A garoa era como o choro: apenas o bastante para estragar seu cabelo e maquiagem. Cavava no asfalto com o salto do sapato. Cada passo mais fundo e, no fundo, imaginava que alguém iria buscá-la.

Continuar lendo

Para quem não sabe onde ir, qualquer caminho serve

"Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve"

Liguei o Waze para ir ao trabalho. Apesar de estar fora do horário de pico, o aplicativo me falava para evitar a Marginal Pinheiros. De início, não dei muita atenção. Quando finalmente decidi seguir por dentro da Cidade Universitária, a rota atualizou e me mandou ir pela Marginal.

Uma leve ansiedade tomou conta de mim, enquanto tentava manter a calma.

Continuar lendo

Frango com catupiry

A porta estava aberta e, sem pensar duas vezes, ele entrou. Pousou na bancada e se acomodou. De repente, uma corrente de ar. Era o dono da pastelaria, abanando um pano de prato. E dizia:

– Sai, flango!

Obediente, o pombo voou.

* Microconto escrito no Ateliê de criação textual, na Oficina da Palavra Casa Mario de Andrade.